Veja em fotos como foi o desfile de 7 de setembro no Amapá

Na pista ou nas arquibancadas, demonstrações de civismo, amor à Pátria e muita emoção durante as apresentações.

 

O desfile cívico-militar de 7 de setembro em comemoração à independência do Brasil iniciou com a revista à tropa feita pelo vice-governador do Amapá, Jaime Nunes, e o comandante da 22ª Brigada de Infantaria de Selva – Foz do Amazonas, general Adilson Giovani Quint.

A população acompanhou o desfile balançando bandeiras do Brasil e do Amapá, e com muitos aplausos como reconhecimento pelo trabalho dos profissionais.

Ao som da banda de música do Comando de Fronteira Amapá e 34º Batalhão de Infantaria de Selva, as tropas do Exército Brasileiro entraram na Avenida FAB com as bandeiras históricas.

Com uniforme de passeio, as militares desfilaram representando a consolidação da inserção da mulher no Exército Brasileiro.

O Exército também mostrou os fuzileiros de selva, os militares da reserva que serviram de 1980 a 1985…

…e o grupamento motorizado.

A Marinha do Brasil foi a segunda instituição a passar pela avenida. Responsável pela segurança na navegação interna e externa, também exerce a função de guarda costeira, garantindo a defesa da Pátria.

A terceira instituição a desfilar foi a Polícia Militar do Amapá (PM/AP).  Com um efetivo de aproximadamente 800 policiais das unidades de policiamento de Macapá e Santana.

Os alunos Escola Estadual de Gestão Compartilhada Militar Antônio Messias entraram na avenida mostrando respeito e inclusão.

O Batalhão de Operações Especiais da PM/AP (Bope) levou para a FAB as companhias de Ronda Ostensiva Tática Motorizada (Rotam), Choque e Comando de Operações Especiais (COE).

Também mostraram o armamento, equipamentos e veículos utilizados nas missões.

E fizeram a pirâmide humana, momento muito esperado pela população.

Claro que não poderia faltar a equipe dos agentes de quatro patas, os cães que auxiliam os policiais ajudando na detecção de drogas e explosivos.

A soldado Liliane Mayra Souza era só felicidade. Pela primeira vez desfilou com a filha Maisa Vitória Souza, 7 anos, e o filho Samuel de Moura Souza, 3 anos. Um momento emocionante para a mamãe e as crianças.

Por um instante os olhares saíram da avenida para o céu para acompanhar a passagem do Grupamento Tático Aéreo (GTA).

João Lucas Oliveira, 4 anos, e Tiago Pantoja, 3 anos, sempre atentos. Tudo uma novidade para os dois meninos que foram assistir ao desfile na Avenida FAB.

A quarta instituição que passou pela avenida foi o Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM/AP), com aproximadamente 1,6 mil integrantes, entre militares, alunos dos projetos sociais e da Escola Estadual de Gestão Compartilhada Militar Risalva Freitas do Amaral.

A novidade este ano foi a participação de um pelotão do Serviço Departamental de Incêndio e Socorro da Guiana Francesa, que desfilou junto com os bombeiros amapaenses.

A equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros desfilou com traje de mergulho, mostrando que a instituição está preparada para socorrer a população.

Alunos da Escola Estadual de Gestão Compartilhada Militar Professora Risalva Freitas do Amaral.

Depois, foi a vez dos integrantes dos projetos sociais Banda de Música, do projeto Bombeiro Mirim Músico, Bombeiro Cidadão, Nadadores do Amanhã e Tatame da Cidadania.

A Guarda Civil Municipal de Macapá foi a quinta instituição a desfilar.

O desfile encerrou com a participação dos maçons e jovens das ordens Demolay e Filhas de Jó, que representaram no desfile a participação da maçonaria no processo que culminou com a independência do Brasil.

GALERIA DE FOTOS

Por: Anne Santos

 Créditos:Maksuel Martins / Secom

About the author

Related

WhatsApp chat