Retornos vão solucionar trânsito em pontos estratégicos da Duca Serra

Mais de 150 mil pessoas devem ser beneficiadas com os serviços de duplicação da Nova Duca Serra, abrangendo Macapá, Santana e Mazagão.

 Foto: Philippe Gomes/Secom
Além dos retornos, o trecho será contemplado com drenagem, pavimentação e a construção de canteiros centrais urbanizados

Doze retornos em elipse e duas rotatórias serão construídos ao longo da Rodovia Duca Serra (AP-020), com o objetivo de melhorar o fluxo de veículos na região. As construções fazem parte do novo projeto de duplicação da via, que vai interligar a Região Metropolitana de Macapá, Santana e Mazagão.

Os retornos integram o projeto de mobilidade urbana da Duca Serra, e serão construídos após a fase de terraplanagem e pavimentação da rodovia já duplicada, permitindo que os condutores realizem a mudança de sentido de tráfego com mais segurança e conforto. A escolha da localização dos retornos se deu por estratégia, com o levantamento de pontos que recebem alto fluxo de veículos, além do cuidado de não deixar que os retornos fiquem muito distantes uns dos outros.

Sendo assim, serão construídos retornos próximo à ponte da Lagoa dos Índios, em frente a três condomínios, após uma travessia da linha férrea, em frente ao bairro Cabralzinho, no entroncamento com a Rodovia Norte-Sul, em frente ao ramal de acesso à Escola Agrícola, e no Distrito do Coração, e na entrada da Rua Presidente Tancredo Neves, em Santana. Rotatórias também serão construídas no entroncamento do KM 9 e na entrada do Distrito de Matapi. Atualmente, existe uma rotatória em frente ao bairro Goiabal, que ainda será urbanizada.

A expectativa é de que mais de 150 mil pessoas sejam beneficiadas com os serviços.

“Essa obra é muito aguardada pelos amapaenses, e ela vem melhorar o intenso tráfego diário da rodovia, desafogando importantes trechos e ligando as zonas oeste, norte e sul de Macapá. Sem falar da ligação com os outros municípios”, lembrou o secretário de Transporte, Benedito Conceição.

Duplicação

Além da terraplanagem, pavimentação e construção de retornos e rotatórias, o projeto de duplicação da Duca Serra prevê ciclovia, acostamento e barreiras de segurança, também conhecidas como barreiras New Jersey, e passarelas elevadas. A obra ainda abrange serviços de sinalização e iluminação, a serem executados após a conclusão da duplicação.

A obra contempla o trecho entre o 34º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS), no bairro Alvorada, em Macapá, até a Avenida Santana e a Rua Cláudio Lúcio Monteiro, em Santana, totalizando 17 km de extensão.

Por: Joyce Batista

About the author

Related

WhatsApp chat