POLÍCIA CIVIL PRENDE MEMBRO DE FACÇÃO CRIMINOSA ACUSADO POR HOMICÍDIO

De acordo com informações prestadas pelo Delegado Nícolas Bastos, o acusado é investigado por ter disparado cinco tiros de revólver em João Cardoso Sá, que veio a óbito.

 Foto: Polícia Civil do Amapá
Acusado foi encaminhado ao iapen

Nesta segunda-feira, 06, a Polícia Civil do Amapá, através da 1ª Delegacia de Polícia de Santana (1ª DPS), prendeu Lucas Ramos, conhecido como “Lucas Doido”, acusado pela prática de homicídio qualificado.

Após várias investidas dos policiais civis na tentativa de capturar o acusado, que estava com mandado de prisão preventiva em aberto, ele se apresentou espontaneamente na 1ª DPS.

De acordo com informações prestadas pelo Delegado Nícolas Bastos, Lucas é investigado por ter disparado cinco tiros de revólver (calibre .38) em João Cardoso Sá, que veio a óbito.

“No dia 07 de dezembro do ano passado, o acusado entrou em uma área de ponte, localizada na Travessa 12, no Bairro Remédios I, perguntando pela vítima, mais conhecida como “Porquinho”. Ao identificar o seu alvo, Lucas o atingiu com cinco tiros, um deles atravessando o seu crânio. Quanto a motivação do crime, as investigações mostram que a vítima teria feito investidas amorosas na namorada de Paulo Brandão Silva, que é investigado como sendo o mandante do crime e já se encontra preso acusado pela prática de outros crimes. No inquérito que apurou a morte do “Porquinho”, tanto o Lucas quanto o Paulo foram indiciados por homicídio qualificado”, explicou o Delegado.

Algumas testemunhas declararam que Paulo seria “padrinho” do acusado em uma facção criminosa, segundo afirmava o próprio “Lucas Doido”.

Em interrogatório, o acusado negou ser membro de facção criminosa e ser o autor do crime.

O acusado foi encaminhado ao Iapen, onde ficará à disposição da justiça.

 

Por: Assessoria de Comunicação

About the author

Related

Correio Amapaense - aqui a notícia chega primeiro