POLÍCIA CIVIL INDICIA INTERNO DO IAPEN POR ESTELIONATO

Utilizando um perfil falso criado numa plataforma eletrônica e inserindo a fotografia da pessoa conhecida no aplicativo de mensagens, o interno conseguiu ludibriar vários internautas em plataforma eletrônica de compra e venda.

 

 Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Amapá, por meio da 6ª Delegacia de Polícia da capital, indiciou nesta quarta-feira, 05, um interno do Instituto de Administração Penitenciária do Estado do Amapá – IAPEN pelo crime de estelionato.

Conforme foi apurado nas investigações, em maio de 2019, o interno do IAPEN, se valendo de um aparelho celular que se encontrava nas dependências do presídio, efetuou o cadastro  falso em uma plataforma eletrônica de compra e venda pela internet e se fazia passar por uma pessoa conhecida na comunidade amapaense.

Utilizando o perfil falso criado e inserindo a fotografia da pessoa conhecida no aplicativo de mensagens, o interno conseguiu ludibriar vários internautas na plataforma eletrônica de compra e venda, enviando a eles um comprovante falso de transferência bancária e solicitando, em contrapartida, que entregasse os objetos a um terceiro que o auxiliava do lado de fora.

A Polícia Civil conseguiu recuperar um dos objetos comercializados e instaurou outros dois Inquéritos Policiais para apurar a localização dos demais.

Segundo o Delegado de Polícia Leandro Vieira Leite, “através da análise dos números de telefones vinculados ao perfil falso foi possível identificar o interno do IAPEN como o autor intelectual desses crimes e os esforços agora serão concentrados em recuperar os demais objetos negociados por ele e identificar eventuais co-autores do crime”.

A pena para o crime de estelionato é de reclusão de 01 (um) a 05 (cinco) anos e multa.

About the author

Related

WhatsApp chat