POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO “ARRASTO” PARA COIBIR PESCA PREDATÓRIA E PRENDE UM HOMEM COM TRÊS MANDADOS DE PRISÃO EM VITÓRIA DO JARI

POLÍCIA CIVIL DEFLAGRA OPERAÇÃO “ARRASTO” PARA COIBIR PESCA PREDATÓRIA E PRENDE UM HOMEM COM TRÊS MANDADOS DE PRISÃO EM VITÓRIA DO JAR

Por: Assessoria de Comunicação

 

 Foto: Polícia Civil do Amapá
Delegado Carlos Alberto e equipe DP Vitória do Jari.

Na madrugada deste sábado, 03, a Polícia Civil do Amapá, através do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública de Vitória do Jari (CIOSP/DPVJ), deflagrou a operação Arrasto, se deslocando com uma embarcação movida a motor (tipo voadeira), cedida pela Prefeitura Municipal, até a Ilha de Aruãns (uma hora de viagem da Comunidade de Jarilândia), para coibir a pesca por arrasto (destrutivo método de pescaria que recolhe tudo que está no seu caminho, tendo um impacto ambiental relevante com a captura de grandes quantidades de espécies que não tem valor econômico).
Quando a equipe da Polícia Civil chegou ao seu destino, as embarcações ao longe perceberam a presença da polícia, tentaram se evadir, tendo a necessidade de serem realizados disparados de advertência.
Duas embarcações pesqueiras foram abordadas e ao indagarem os seus condutores o tipo de pesca que estariam realizando confessaram que utilizavam redes de pesca de 300 a 500 “braços”, subiam o rio arrastando qualquer espécie de peixe marinho, e recolhiam ao final apenas as espécies de peixe comerciáveis.
Perguntados se sabiam que este tipo de pesca predatória seria proibido confessaram que sim. Diante do conjunto probatório, os Policiais Civis ordenaram que os barcos pesqueiros retirassem as redes de pesca do rio, foram apreendidas e encaminhadas para a Polícia Técnica (Politec) para a realização do competente laudo pericial.
Finalizada a operação os Policiais Civis receberam informações fidedignas de que uma pessoa com três mandados de prisão em aberto estaria na Balsa de Santa Maria.
Os policiais adentraram na balsa, comunicaram ao comandante da embarcação, iniciaram a revista e encontraram um homem em atitude suspeita, nervoso, que tentou se esconder na rede.
Durante a abordagem ao homem suspeito identificaram que se tratava da pessoa que tinha os mandados de prisão em aberto e o conduziram até a Delegacia para ser realizada a comunicação de sua prisão.
O Delegado de Polícia Civil Carlos Alberto elogiou o trabalho realizado pelos policiais: “A OPERAÇÃO ARRASTO contou com a presença do Oficial de Polícia Flávio Muinhos que se dispôs a participar, do Chefe de Investigação Adelson Gomes, que mesmo fora do seu horário de trabalho normal se dispôs a auxiliar no serviço de inteligência, bem como a participação dos Agentes Paulo Velasco e Mayara Rodrigues. O trabalho em equipe rendeu a apreensão de redes de pesca pelo método predatório criminoso e a prisão de um homem com mandado de prisão em aberto”.
Os moradores de Vitória do Jari podem contar com o “Disque Denúncia”, através dos telefones (96) 99154-4989 / 3621-1117, em que o anonimato é garantido ao denunciante. Pelo aplicativo “Whatsapp” é permitido ainda encaminhar fotos e vídeos.

About the author

Related

Correio Amapaense - aqui a notícia chega primeiro