Agir e o rapper Rael contagiam Capitólio na terceira Galp Music Valley Session, em Lisboa

 

O músico e compositor Agir e o rapper brasileiro Rael subiram ao palco do Capitólio para o terceiro de quatro encontros inéditos e exclusivos promovidos pelo Rock in Rio e pela Galp, o novo patrocinador principal do festival, que juntam em Lisboa músicos portugueses e brasileiros. Os dois músicos, acompanhados pela banda de Agir, contagiaram o público presente nesta Galp Music Valley Session, com as letras dos seus reportórios entoadas em coro. Em seguida foi a vez de Deejay Kamala encerrar a noite, naquela que foi a penúltima Galp Music Valley Session. O próximo, e último, concerto inédito exclusivo com carimbo da Galp e do Rock in Rio será já no dia 28 de maio, com Carolina Deslandes e Melim.

Zé Ricardo, diretor artístico do Palco Sunset da edição brasileira do Rock in Rio, onde as quatro duplas das Galp Music Valley Sessions se apresentam em setembro, destacou “o poder da música e da palavra quando estamos falando de estilos como o rap e o hip hop. A energia positiva e contagiante entre os dois músicos, na mesma vibe, transparece em palco e contagia todo o público.” Zé Ricardo fez ainda questão de destacar a presença de Ivan Lins na plateia que, em visita por Lisboa, fez questão de assistir a este show exclusivo.

Acompanhados pela banda de Agir – composta por quatro músicos que acompanham o artista em digressão e que nos últimos dois anos deu mais de 100 concertos – os dois músicos encantaram o público do Capitólio com os temas mais emblemáticos cantados em coro. “Estou Bem” deu o pontapé para cerca de uma hora de show que passou ainda por outros sucessos de Agir como “Toda gente olha”, “Mountains”, “Até ao fim” e “Bola de cristal”. “Nada” foi um dos temas em que o público mais vibrou, seguido de duas músicas de Rael, acompanhado em partes da letra por Agir – “Hiphop é foda” e “Envolvidão”.

Com os isqueiros iluminando todo o Capitólio – ou na versão mais moderna, com os celulares – ouviu-se a balada “Como ela é bela”. “Flor de aruanda”, tema deste ano lançado por Rael e “Pescoço” encerraram o show com o público aplaudindo de pé.

As Galp Music Valley Sessions são encontros exclusivos entre artistas portugueses e brasileiros promovidos pela Galp e pelo Rock in Rio e acontecem primeiro em Lisboa e, em Setembro, no Palco Sunset do Rock in Rio. Os fãs podem assistir a estes concertos inéditos via live streaming, sendo também possível adquirir entradas para assistir aos espetáculos, ao vivo. A próxima e última Galp Music Valley Session será no dia 28 de maio com Carolina Deslandesrecebendo o trio musical Melim, com encerramento de Van Breda. 

As Galp Music Valley Sessions fazem parte de um calendário de eventos que, ao longo de 2019, comemora os 15 anos de presença da maior plataforma de música e entretenimento do mundo em Portugal. Inserida neste calendário abre as portas na Cordoaria Nacional já na próxima semana a Worten Game City, a primeira cidade de gaming do país com uma programação que incluiu 30 horas de entretenimento, mais de 2.000 jogos, música, dança, uma viagem pelo mundo dos videojogos desde a década de 70, experiências de realidade virtual e aumentada, e muitos outros conteúdos.

 

Sobre o Rock in Rio

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985 e com 34 anos de vida, é parte relevante da história da música mundial. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Nas redes sociais, os números da edição de 2017 são bem impactantes. São 143 milhões de pessoas alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes do festival somente durante os dias de evento.

Nascido no Rio de Janeiro, o evento conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos.

Muito mais que um evento de música, o Rock in Rio pauta-se também por ser um evento responsável e sustentável.  Em 2001, por meio do projeto social “Por um mundo melhor”, assumiu o compromisso de conscientizar as pessoas para o fato de que pequenas atitudes no dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, o Rock in Rio recebeu a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis, um reconhecimento do poder realizador da marca que desenvolve diversas ações com vista à construção de um mundo melhor, como a criação de 212,5 mil empregos diretos e indiretos no total das 19 edições, e mais de R$ 100 milhões investidos em causas socioambientais e a construção de um legado positivo para as cidades onde o evento é realizado. Em 2016, foi anunciado o Amazonia Live, projeto socioambiental do Rock in Rio, presente nas edições do festival até 2019 em todos os países onde o evento é realizado. Com o projeto, já foram angariadas mais de 73 milhões de árvores por meio de doações.

 

About the author

Related

WhatsApp chat